quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Fissuras na muralha?

O Syriza pode ainda não ter conseguido uma reestruturação da dívida, mas deu espaço para que as vozes mais críticas do pensamento único austeritário se manifestem: quer as críticas de Jean-Claude Juncker à tróica quer a autonomia de Sigmar Gabriel seriam impensáveis há poucas semanas.

Sem comentários :

Enviar um comentário

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.