terça-feira, 16 de junho de 2009

João Paulo II

Parece que o papa João Paulo II tinha uma amiga a quem escrevia cartas e isto (o facto dela ser da persuasão feminina) "pode atrasar a sua batificação". Um sonho. Matar espanhóis aos magotes (Nuno A. Pereira) ou apoiar um facínora e o fuzilamento sumário de milhares e milhares de inocentes (Escrivá) não faz mal. Mas escrever cartas a uma mulher é, aparentemente, um crime imperdoável!

37 comentários :

Anónimo disse...

JP2 também beatificou o cardeal Stepinac, amigão de Ante Pavelic, e o cardeal Schuster, amigão de Mussolini.

dorean paxorales disse...

Ahem: a persuasão da boa-morte era leo-castelhana.

Pedro, o cristao calmo disse...

Pois Filipe, mas o papa foi contra a guerra do Iraque, e por exemplo, um dos gurus do ateísmo como Hitchens foi a favor certo?

Space_aye disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Space_aye disse...

Muito bem dito.
Ao que parece, o dinheiro fala mais alto, para a "Santa Igreja Católica".
É que a Opus Dei, do Escrivá tinha dinheiro que o Vaticano precisava.

Filipe Castro disse...

Pois foi, Pedro: o papa disse imensas coisas acertadas e escreveu encíclicas lindíssimas, mas na prática foi sempre um pragmático. rezou missas ao Pinochet, protegeu os pedófilos até poder, lambeu as botas aos ricos sempre que teve oportunidade...

Pedro, o cristao calmo disse...

E também foi um dos responsáveis pela libertaçao da europa de leste do comunismo...

Ricardo Ferreira disse...

Claro. O para marchou contra os sovietes.

Estes cristãos empulasm o papel de papa na queda do comunismo. O comunismo implodiu-se. Era um sistema que não tinha capacidade de se auto-reformar e regenerar, quando tal começou a acontecer o regime caiu como um baralho de cartas. Independentemente do papa.

Pedro, o cristao calmo disse...

O comentário da personagem que me precede ilustra o colapso do actual sistema educativo português.

Anónimo disse...

http://anticlerical.multiply.com/photos

Anónimo disse...

o papa JP2 foi "contra" a guerra do Irak pq o banco vaticano tinha negócios no país árabe.Curiosamente o Vaticano nunca + condenou condenou essa guerra. Ah..o mesmo papa Jp2 foi conivente com seus sacerdotes envolvidos nas ditaduras latino-americanas e africanas (inclusive no massacre de Ruanda)... inclusive os nuncios!!! O mesmo JP2 foi conivente com Paul Marcinkus e a patifaria do Ambrosiano e P-2.
Sobre o comunismo no leste europeu.
o regime caiu por incompetencia dos dirigentes. a URSS abriu a cortina porque ganhou $$$ do ocidente. Nada mais.

Anónimo disse...

Ah... sobre o caso Ruanda... JP2 mandou proteger os padres e freiras envolvidos no massacre. E ainda tentou livrar os que estão presos.
Que "belo" exemplo de pessoa foi JP2!
Ah, tem outro agravante... a ICAR dele protegeu o carniceiro Andrija Artukovic(NDH) de 1945 a 1986 em Roma e na California. A Iugoslávia pediu n vezes sua extradição, mas a ICAR e seu poderia frustavam o pedido. Após batalha judicial de + de 30 anos, Artukovic foi extraditado pra Iugoslávia (pra desgosto da ICAR e de JP2) em 1986.
Só pra lembrar, JP2 que dizia odiar o nazismo, era muito conivente com a Ustasha. Tanto que beatificou o pulha do Stepinac e rezou missa em Banja Luka numa atitude de provocação aos sérvios.
Só pra lembrar, o lugar onde ele rezou missa e a beatificação de 1 padre croata foi onde viveu o franciscano FIlipovic (o irmão satan, chefe de Jasenovac).

Anónimo disse...

pedro... mesmo sendo ateu... não tenho guru.
Não considero hitchens guru... apenas alguem comum...
ateus nao precisam de "papas".. ao contrario de ti.

Ricardo Ferreira disse...

Pedro.

O seu comentário ilustra uma falha grave do Sistema Nacional de Saúde. Uma pessoa como o Pedro já deveria estar há muito num Hospital Psiquiátrico.

Pedro, o cristao calmo disse...

A favela e a Arrifana, tão longe e tão perto:)...

João Vasco disse...

Pedro, foi Jesus que lhe inspirou a calma com que insultou o personagem que o precedeu sem dar qualquer argumento para refutar as afirmações que tinham sido feitas?

Se agora entramos num ping pong de insultos isto perde o interesse. Isto é válido para o Pedro e para o Ricardo Ferreira. Voltemos aos argumentos, que tem mais piada.

Filipe Castro disse...

Pedro,

O Dr. Robert Gates - que agora é secretário da Defesa - acha que o presidente Carter foi instrumental no planeamento do colapso da URSS e eu concordo.

O papel do papa neste processo é público: o Vaticano bombou quantidades generosas de dinheiro da CIA para a Polónia. Mais nada. O Vaticano teve exactamente o mesmo papel que teve no planeamento do assissinato de Salvador Allende e na implantação de uma ditadura no Chile: colaborou com a CIA.

Pedro, o cristao calmo disse...

Filipe, o apoio material e moral ao primeiro sindicato livre da europa de leste é decisivo para a erosao do bloco soviético e é óbvio que valeu a pena.

Anónimo disse...

pedro nem quer se lembrar da coniuvência de JP2 com o massacre de Ruanda... nem com os regimes militares da Am.Latina e Africa... né?

Pedro, o cristao calmo disse...

e o utasha e o pavelic...

Zeca Portuga disse...

Stefano:

Eu ainda não percebi o que são os P-2 e JP2.

ICAR, sei o que é.
É uma sigla abusiva, que não é reconhecida por ninguém e em sitio algum.
Eu, por exemplo, uso-a como: Insolentes e Contra-culturais Ateus Republicanos.

Tudo isso é acessório. O que não é acessório, configura até um crime na lei portuguesa, é o facto de estar constantemente a injuriar e difamar pessoas, Estados e organizações, com insinuações completamente falsas e sem cabimento.

Acredite que não é pra o ofender, mas pergunto-lhe: alguma vez consultou um psiquiatra?
Se mora no Brasil, eu tenho um amigo excepcional em Santos. Pode ajudá-lo!
Acredite que não estou a gozar, nem tenho intenção de o ofender.
Quero apenas ajudá-lo.
Vejo que é uma pessoa com graves problemas, de muito fraca formação e que acredita em qualquer mentira que lhe contam, repetindo-a compulsivamente até à exaustão. Esse comportamento obsessivo/compulsivo pode tornar-se perigoso para si ou para os que o rodeiam.

Anónimo disse...

"Vejo que é uma pessoa com graves problemas, de muito fraca formação e que acredita em qualquer mentira que lhe contam, repetindo-a compulsivamente até à exaustão. Esse comportamento obsessivo/compulsivo pode tornar-se perigoso para si ou para os que o rodeiam."

VOCÊ ESTÁ SE DESCREVENDO,NÉ?? HAHAHAHA!!
E o que dizer de você que acredita em deus, na maria virgem, na biblia etc.

Ricardo Ferreira disse...

Argumentos posso eu dar mais alguns para a discussão, para quem os sabe refutar claro.

Quem não os refuta, continua com as suas intervenções pobres, em espírito e em profundidade intelectual. Alias, nota-se na ditas personagens que mais defendem as altas figuras da ICAR.

Mas continuando...

Quando se fala na queda da União Soviética, os ditos liberais também vêm com o seu folclore ao classificar Reagan como o principal responsável pela queda do regime soviético.

Eu continuo com a mesma opinião. O regime caiu a partir de dentro. As políticas mais permissivas de Gorbacthov (não sei se está bem escrito), permitiram uma bolsa de "ar fresco" nos países satélites da URSS, o que impulsionou o aparecimento, por exemplo, do Solidariedade, o primeiro sindicato livre do Leste Europeu.

Foram as reformas do ultimo chefe da URSS, num regime que não tinha capacidade de se reformar e de se regenerar, que impulsionou a implosão da URSS.

Quanto à posição oficial da ICAR, já todos sabemos que a mesma era uma mera opção política contra o comunismo. Alias, esse anti-comunismo era colocado acima da liberdade e do bem estar dos povos.

A ICAR sempre foi anti-comunista, mesmo que o comunismo fosse colocado no poder pela via democrática. Por isso se compreende a simpatia do VAticano por regimes como o Estado Novo, o facismo Espanhol, o facismo Italiano, o Nazismo, o facismo Chileno e outros regimes militares da America LAtina.

Nota: O facto de classificarem a Arrifana como próximo de uma favela, só pode ser um elogio vindo de um cristão. Pois nas favelas, todos os dias milhares de pessoas, vivem a sua vida contra as ameaças dos traficantes que todos os dias aliciam mais e mais miúdos, contra os abusos das forças policiais e contra a ausência das altas autoridades da ICAR. No entanto, as favelas são exemplos de fé que deveriam ser seguidos pelos "cristãos" que se dizem donos e senhores das palavras do deus que veneram.

Anónimo disse...

Ricardo, veja isto!
http://anticlerical.multiply.com/photos

Anónimo disse...

Ricardo... curioso que o papa só fez voz alta mesmo contra o comunismo na Europa.. Fora dela, quase não ouvi falar.
O Solidarnosc, sindicato "livre"(afilhado da CIA e ICAR), apareceu antes de Gorbachëv subir do poder.

Ricardo.. vc~e disse tudo.. a ICAR tem 1 anticomunismo doentio.. tanro que flertou com o nazifascismo... (e ainda se diz a favor da democracia).
1 propaganda descarada da ICAR foi dizer que seus prelados em países comunistas eram "perseguidos e mártires"...
1 exemplo escandaloso desse foi Stepinac. Stepinac foi julgado e condenado pela Iugoslavia por ser alto colaborador de Ante Pavelic, líder Ustase. Mas a propaganda católica fez que a maioria da massa no ocidente acreditasse que Stepinac era um martir do comunismo. Repetiram a mesma aldrabice em outros paises do Leste, onde esses "mártires" haviam cooperado com o fascismo.
Já vi n vezes a midia (pró-catolica), acusando China,Cuba e Vietnam de "martirizar" a igreja...
isso é um insulto à inteligencia humana.

Filipe Castro disse...

O que os liberais (liberais aqui são os democratas) dizem é que a ideia do Zbigniew Brzezinski foi determinante para a implosão do comunismo: os USA passaram a deixar o KGB tomar conta dos países e a financiar a guerrilha, ao contrário do que tinham feito até aí. A aposta de carter era que como é mais caro manter um regime do que financiar uma guerrilha, a URSS acabaria por sangrar. Os republicanos e o complexo industrial militar (CIM) eram contra. A Condoleeza escreveu nos anos 80 que a URSS nunca ia a acabar... wishful thinking duma lambe botas do CIM.

Anónimo disse...

curiosidade:a ICAR faz campanha radical contra os governos venezuelano e boliviano, mas o tiro saiu pela culatra, pois ICAR está sendo vista como aliada dos reacionarios.

Zeca Portuga disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Zeca Portuga disse...

Quantos é que o Escrivá fuzilou?

O homem era duro!!!

Stefano:
Pois, o Solidariedade apareceu muito antes do "Misha Gorbi” chegar ao poder. E, toda a gente na Polónia sabia que o do comunismo polaco estava por um fio, e esse fio estava na mão da Igreja Católica. Bastava atear o rastilho.

Aliás, a escola de Karol Wojtjla era inevitável. Toda a gente sabia que se tratava duma das mais importantes e imponente figuras do mundo do século XX. O “Misha Gorbi” era um dos poucos com formação dentro do PCUS – conhecia o ocidente e não era ateísta radical e palerma como a maioria dos comunas (se bem que tenho respeito por outros como o Nikita, o Brejev, etc.). Não lhe repugnava, por tanto, o fim da palermice de uma união macabra. O que ele nunca pensou é que o “ocidente” construiria uma união, logo a seguir, visando os mesmos fins da anterior!

Por que razão não suporta com documentos (documentos não são opiniões de blogs) sobre as apalermadas acusações que você faz, acerca de quem matou quem.

Fique sabendo que, há hoje provas do seguinte:
Hitler tencionava fazer do nazismo uma espécie de “religião ateia” – o culto do arianismo, mas sem Deus. Dai que tenha tentado eliminar aqueles que lhe pareciam os mais difíceis de converter.
Paralelamente, sabe-se hoje que os Nazis ameaçaram o Papa, mais ou menos nestes termos: “o Sumo Pontífice e toda a Cúria será eliminada se o Papa se atrever a apoiar uma facção do conflito ou a pronunciar-se sobre as operações alemãs. Toda a Igreja Católica será eliminada da Europa, Hoje e no futuro, se algo prejudicar os interesses ou as operações bélicas da Alemanha. A recusa a quaisquer actos de protocolo será entendia como uma grave ameaça à soberania alemã…” (tudo isto verá um dia numa tese doutoramento!)

E, digo-lhe mais, sabe-se hoje como foram fabricadas as pseudo-fontes de autores como J. Cornwell, bem como hipotéticos documentos sobre uma infinidade de pseudo-factos históricos.

A propósito das suas fotografias, veja isto:
http://rprecisions.blogspot.com/2009/05/eu-peregrino-em-fatima.html

Depois pergunte aos ateistas residentes o que eles pensam.
As suas fotografias são iguais.

Ricardo Ferreira disse...

Não percebi.

O que tem a foto do Luis Grave Rodrigues no Santuário em Fátima?

Os ateus não podem ir a fátima?

Quanto ao meu comentário, as respostas dos doutos critãos calmos não apareceram. Quando se mete argumentos, esses ditos critãos calmos metem a viola ao saco e os insultos deixam de ter resultado.

Pedro, o cristao calmo disse...

Caro Ferreira entre alguns dos meus defeitos encontra-se o elitismo que não me permite o contacto alargado com gentalha como você, agora faça o que melhor sabe, que é passear-se pela blogosfera com os comentários mais lamentáveis e exóticos que da minha parte já não alimentarei o troll... e por último um conselho: A(corda), a(corda)...

Ricardo Ferreira disse...

Oh cristão calmo.

O seu elitismo não lhe permite o contacto com gentalha como eu quando lhe convém.

Nota-se que não se coibiu de comentar prejurativamente as minhas contribuições. No entanto, quando realizei um comentário com mais factos e mais profundo, a sua resposta salta à vista e refugia-se num suposto elitismo, ou melhor, numa fuga para a frente, num classificar os comentários como exóticos e lamentáveis sem nunca especificar ou concretizar. Típico de quem não possui maturidade intelectual, ou mesmo QI, para entrar num debate em que as opiniões de outros divergem das nossas.

Acho que o seu conselho serve perfeitamente para si. Acorde da sua calmaria, que a democracia já chegou há muito tempo.

Quanto a troll's, eu já o alimentei que chegue, mas se for necessário continuarei a fazer, porque tenho esperança que a evolução ainda chegue aos seus lados e saia de uma vez da Idade Média.

Anónimo disse...

o cristão "calmo" não me contestou.. medo?

Filipe Castro disse...

Nervos?

:o)

António da Costa Ribeiro disse...

Caro Filipe Castro,

"o Vaticano bombou quantidades generosas de dinheiro da CIA para a Polónia. Mais nada"

Nunca estudou este assunto pois não? Nunca foi à Polónia pois não? Para por as coisas ao nível de conversa de café: já falou com algum polaco sobre este assunto? Têm algum amigo que viva ou trabalhe na Polónia? Caso responda afirmativamente a alguma destas perguntas, deve ser relativamente fácil perceber qual foi o papel da Igreja e do Papa no combate ao comunismo na Polonia...

Ricardo Alves disse...

«Quantos é que o Escrivá fuzilou?

O homem era duro!!!»

Vai começar a gritar «Viva a morte»?

Anónimo disse...

Se a Polonia fosse dominada por 1 Franco, Mussolini ou Pilsudski da vida... o papa aplaudiria no ato o regime!!
A igreja nao tem interesse em combater o fascismo.... a menos ke este arruine os interesses dela.