terça-feira, 1 de novembro de 2011

...e somos todos democratas...

...ou não?

«[...] Paulo Portas, manifestou nesta terça-feira a sua “apreensão” perante o anúncio do primeiro-ministro grego de fazer um referendo [praticar a democracia] [...] “[O]bviamente este é um factor de insegurança e de imprevisibilidade”, declarou hoje o chefe da diplomacia portuguesa. [...] O anúncio de referendo [da democracia] feito segunda-feira pelo primeiro-ministro grego [...] está a agitar os meios políticos e financeiros europeus [...]» [1]


[1] --- Paulo Portas apreensivo com a Grécia, Público [Novembro 2011]

2 comentários :

  1. Oh Paulinho, estamos a ficar preocupados?
    Ainda bem.
    Só espero que não façam 50 referendos até os Gregos dizerem "sim".

    Já viste, Paulo, a chatice que se tinha poupado se tivessem perguntado ao cidadãos europeus se queriam seguir por este caminho?
    Imaginas qual seria a resposta dos europeus a esta União Europeia se lhes tivessem explicado qual é a vossa ideia?

    Claro que imaginas, Paulo. Tu e os teus colegas políticos. Por saberem que, nomeadamente os portugueses, seriam contra perder tudo aquilo que vocês teriam de tirar para a vossa mesquinha ideia de projecto europeu é que nunca nos perguntaram se queríamos entrar para a CEE, aderir ao Euro, assinar o Tratado de Lisboa...

    Desejo ardentemente que os Gregos digam não e que tu, os teus colegas de Governo e os teus amigos europeus, fiquem com as calças na mão, borradinhos de medo. Que caia o Euro, a Merkel, o Sarkozy, o Passos, tu e todos os outros como vós.

    Sim, as dificuldades que passaríamos e o catano...
    Deixa lá isso. Dificuldades é sermos roubados por vocês.

    Olha, já que estás na Venezuela, manda um abraço ao Hugo da minha parte está bem?
    Faz boa viagem de regresso.

    ResponderEliminar
  2. Países da Europa a ficarem preocupados com a prática da democracia na Europa. Onde é que já vi isto?

    Mais uma vez uma crise provocada pelo capitalismo especulativo leva os povos à miséria e a ameaça de guerra até à Europa.

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.