terça-feira, 15 de novembro de 2011

da violência à traição 1/2


Primeiro Acto: Violência

«[...] Violência é um comportamento que causa intencionalmente dano ou intimidação moral a outra pessoa [...] Tal comportamento pode invadir a autonomia, integridade física ou psicológica e mesmo a vida de outro. É o uso excessivo de força, além do necessário ou esperado [...]» [1]

A violência começa com Passos Coelho e Vitor Gaspar, na sua declaração de pré-anúncio ao OE2012. Sob o olhar de Miguel Relvas, a trágica combinação entre um homem de mente simples e outro de mente inflexível deu o sinal de abertura para as hostilidades.

A princípio a violência é psicológica: é o anúncio da posição de força do governo, que vai levar ao esmagar da população. É o anúncio de impostos asfixiantes para um sector da população, e o da transformação do trabalho em escravatura para um outro sector. É anúncio da destruição económica e social do País e das suas conquistas recentes nesses domínios.

Mas, com o tempo, a violência torna-se material. As privações serão cada vez mais notadas, conforme se esgotam as últimas poupanças e os últimos recursos. A incapacidade de aceder, a princípio, a bens materiais de conforto, mas, logo de seguida, a bens materiais de primeira necessidade. A degradação acelerada da qualidade de vida.

Finalmente, a violência é física. Sob o peso do abuso psicológico continuado dos governantes, na falta de capacidade material de resposta para o dia-a-dia, mais cedo ou mais tarde chegam a fome ou a doença. Para as quais o Estado, agora reduzido a serviços mínimos, sem assistência ou saúde, não terá qualquer tipo de resposta. E para as quais também o cartão de crédito, porventura caducado, não terá qualquer capacidade de aceder a algum tipo de resposta no sector privado.

E porquê tudo isto? Em nome de uma ideologia ultrapassada que, já tendo dizimado milhões pelo mundo fora, chega agora Portugal? Aos avisos, de todos os quadrantes, do «uso excessivo de força, além do necessário ou esperado», apenas o silêncio. Mas a violência, a violência já chegou. Por enquanto, apenas da parte do governo, de Passos Coelho, de Gaspar, de Relvas. Pergunto-me: por quanto tempo a resposta a tudo isto será pacífica?

3 comentários :

  1. ideologia ultapassada como todas as restantes

    arranja-se uma nova é?

    e arranja-se em menos de duas semanas?

    ResponderEliminar
  2. o pazinho eu comia 1 ovo por semana aos seis anos uma isca umas três sardinhas meia-galinha e um bifezinho de vaca

    e 8 carcaças por septimana e 2 litradas de leche

    por isso fiquei pequerruchinho
    mê priminho chegou aos 190 cm d'alture como mio abuelito

    logo meia-dúzia de ovos 68 centimos
    250 gramas de carne 1 euro e picos
    ou meio-quilo de hamburgueres congelados
    1 galinha ou 1 frango 1 eurito e tal

    farinha pra filhoses há a 54 cêntimos o quilo

    óleo está em promoção com o azeite
    (e óleo faz mali)

    mantequilla de 1 euro a 1 e 39

    feijão e grão a 1,18 o quilo
    (ou o dobro naqueles pacotes de luxo de 500 gramas pra freguês)

    faltam de 1ª necessidade

    nunca a ciganada andou tã gorda

    o tó fininho moço de minha criação

    pesa mais 20 quilos que yo
    e só ganha uns 600 euros dos subsídios de reinserção associal

    a primeira vez que arroubou a caixa de moedinhas da camionage aqui dos sítios só tirou 15$00

    ahora nem sequer se dá ao luxo de ir às feiras

    logo inda nã chegámos lá...
    nem me pede dinheiro há 6 meses

    e nã anda ao cobre
    que levou com 30 zagalotes há 15 anos in espanha

    tá como yo já nã corre

    ResponderEliminar
  3. bocês deve ser só caviar e almoçaradas em restaurantes...

    dantes ia-se uma vez por mês
    e só burguesso tomava café....

    agora a velharia de 200 euros de reforma gasta-a em tabaco e café...

    aqui temos por enquanto distribuição de essenciais de borla

    é só levar um saco entre as 8 e as 9 da matina

    na remar ao meio-dia uma vez por septimana

    a paroquial tamém dá sobras

    o dia e o lidl tamém se limpam à vontade

    no Pingo Doce e Modelo é mai difícil

    no Jumbo prendem a gente....

    canalha anti-democrática
    fascistas Auchan's

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.