quarta-feira, 27 de outubro de 2010

apocalypse now ou business as usual?

«[...] Fonte próxima das negociações garantiu ao Económico que Governo e PSD não chegaram a um acordo que viabilize o Orçamento. [...]» [1]

Bastava ter lido as notícias de ontem para perceber que o PSD tentava salvar a face ao mesmo tempo que queria assegurar um OE2011 que viesse a falhar com os objectivos de Bruxelas [2]:

«[...] O executivo comprometeu-se com Bruxelas chegar ao fim do próximo ano com um défice de 4,6 por cento do PIB, mas os sociais-democratas não acreditam que seja possível cumprir esta meta e ontem sugeriram outro número, bem acima das previsões do Governo. [...]»

Vejamos, o OE2011 não é de todo do meu agrado (não acredito que seja do agrado de ninguém...), mas a má fé do PSD ao fingir "negociar", apenas com o objectivo de garantir um falhanço futuro do governo (e do país), do qual poderia eventualmente tirar proveito eleitoral... bom, acho que nem nas associações de estudantes se costuma baixar tanto o nível!

Enfim, em qualquer caso, nem apocalypse now nem business as usual: este triste saltar de PEC em PEC, numa morte lenta e agoniante frente aos mercados financeiros não faz o meu género. Venha a ruptura e vejamos quem tem coragem para se chegar à frente e tomar as medidas duras que se impõem, mas em relação a quem, do exterior, nos tenta impor a sua vontade.


[1] --- Falhou Acordo, Económico [Outubro 2010]
[2] --- Contas do défice dificultam entendimento, Público [Outubro 2010]

1 comentário :

  1. A po calipso now?
    estas referências obscuras à vietnamização económica
    são como a
    "em que situação se encontraria o país se...eu colocasse um cartaz ou um outdoor"

    estas questões do calendário eleitoral tornaram-se subitamente um assunto intelectual

    os ciclos relevantes qualquer tolo poderá contar

    talvez tenhamos um ano com 14 meses
    ou uma mistura de comediantes e estudiosos, bobos e santos que se perpetuam nos ecrãs
    até à chegada do messias que chegará atrasado para inaugurar o milénio

    ResponderEliminar

As mensagens puramente insultuosas, publicitárias, em calão ou que impeçam um debate construtivo poderão ser apagadas.