quarta-feira, 19 de novembro de 2008

desculpem, mas não resisto não repetir o post anterior...

«[...] Ferreira Leite declarou: "Eu não acredito em reformas, quando se está em democracia...". "Quando não se está em democracia é outra conversa, eu digo como é que é e faz-se", observou em seguida a presidente do PSD, acrescentando: "E até não sei se a certa altura não seria bom haver seis meses sem democracia, mete-se tudo na ordem e depois então venha a democracia". [...]»

(PÚBLICO.PT --- 18.11.2008)

quando faz esta afirmação, mfl:

(a) será fascista?

(b) assume que quer ser governo para não fazer absolutamente nada?

(c) estará completamente balhelhas?

(d) all of the above!

7 comentários :

agitador disse...

acho que é um misto de todoas, por isso vou para o D.

por um lado, mostrou a verdadeira natureza... pseudo-fascista adepta do nacional porreirismo.

por outro, enlouqueceu, só assim é que se percebe ter dito o que pensa.

GVS disse...

Essa linha de pensamento revela a compreensão social e política de alguém no final da sua primeira infância (5-6 anos)...

Ricardo Alves disse...

Interessante é também a hipótese que o Paulo Pedroso levanta no Canhoto:

e) «As gaffes de Manuela Ferreira Leite têm uma característica comum: lidas em sentido literal seriam apelativas para o povo de direita que se dá mal com a imigração, o salário mínimo, a democracia. E se em vez de gaffes puras fossem apenas tentativas muito mal sucedidas de construir um novo discurso político apelativo para esse eleitorado, o que diriam do rumo estratégico do PSD?»

http://ocanhoto.blogspot.com/2008/11/e-se-no-fossem-gaffes.html

Anónimo disse...

Quando ouvi a MFL a fazer a pergunta, na TSF, deram a entender que a pergunta era irónica.

dorean paxorales disse...

http://nemtantoaomar.blogspot.com/2008/11/mfl-3.html

Mário Soares dixit.

ricardo s carvalho disse...

dorean, acho que és mais inteligente do que isso e consegues ver que são textos completamente distintos: soares fala do funcionamento normal da democracia, mfl propõe a sua suspensão temporária...

dorean paxorales disse...

Ricardo S,

Sê-lo-ás mais que eu (sem ironia) e acredito que compreendes que é preferível levar a sério uma opinião pensada e escrita que um sound bite infeliz.

Declaração de interesses:
Não voto nem nunca votei PSD e desagrada-me profundamente imaginar a MFL como primeiro-ministra/ministra/qq coisa de Portugal.