sexta-feira, 8 de agosto de 2008

os salteadores do superávit perdido

«[...] Portugal é o terceiro país da OCDE com maior peso da informalidade na economia nacional. O relatório, que será entregue ao governo, sugere que a economia paralela representa mais de 20% do PIB nacional. [...]

[A] informalidade é um dos grandes obstáculos ao desenvolvimento do país e promove processos de concorrência desleal entre as empresas, através da evasão fiscal ou da contratação irregular de trabalhadores.

A informalidade está presente em todos sectores da economia portuguesa. assumindo maior relevância nas empresas de menor dimensão e nos sectores da construção civil e da restauração. [...]

[E]ntre os países que integram a OCDE, apenas a Itália e a Grécia apresentam níveis de informalidade superiores aos da economia portuguesa. [...]»


(Esquerda.Net --- 05-Ago-2008)

Sem comentários :